Bitcoin ultrapassou os 20 mil dólares, e agora?

10/10/18 Autor: admin

Criada no ambiente digital, a mineração dos primeiros Bitcoins (BTS) aconteceu em 2009. O conceito da primeira criptomoeda do mundo foi criado por Satoshi Nakamoto, pseudônimo da pessoa ou grupo de pessoas responsável pelo projeto. A primeira transação financeira feita com a moeda virtual aconteceu no mesmo ano, com o câmbio estabelecido em dólares por: USD 1 = BTC 1.309,03.
A partir do ano seguinte, o uso da nova moeda para relações de compra e venda começou a se estabelecer. Mas, foi em 2017 que houve o primeiro grande boom em que houve uma supervalorização do BTC, chamando a atenção do mundo inteiro. Apenas entre dezembro de 2016 e dezembro de 2017 houve um crescimento de 1.998% do seu valor que foi de USD 961,26 para USD 20.078,40.
Ao atingir o patamar de USD 20 mil dólares, o bitcoin causou um verdadeiro frenesi no mercado mundial de ações. Entretanto, ainda é um investimento de alta volatilidade e o preço caiu vertiginosamente após um período de correção, e hoje, em outubro de 2018, está cotada a USD 6.578,93. Contudo, especialistas acreditam que há fôlego para que esse preço suba ao longo dos meses, com expectativa de superação da média histórica de 2017.

O que fazer se o preço alcançar os 20 mil dólares?

Como qualquer outro investimento do mercado de variáveis, o bitcoin pede cautela para evitar grandes prejuízos, como o que atingiu os investidores que arriscaram alto durante a alta de USD 20mil. Com a volatilidade elevada, a criptomoeda ainda pode sofrer com altas e baixas intensas em curtos períodos de tempo.
A tecnologia e modelo econômico do BTC tem a capacidade de criar um novo mercado no sistema financeiro tradicional, além disso, o blockchain pode ainda provocar transformações em outros setores da economia e sistema bancário.
Embora o preço caia, a queda nunca fica abaixo do preço anterior. Por isso é preciso ter cautela, pois o bitcoin está passando por um momento de instabilidade causado pelas possíveis regulamentações em alguns países que enxergaram essa necessidade após o grande boom. A China, por exemplo, já proibiu seu uso em casas de câmbio e a Coreia do Sul cogita fazer o mesmo.
Especialistas do setor acreditam que o bitcoin vai atingir novamente a marca de USD 20 mil, mas não dá para prever com exatidão quando. As previsões mais otimistas acreditam que o seu valor pode chegar a USD 250 mil nos próximos anos. Ainda é difícil designar um prognóstico para o setor que ainda é muito novo no mundo, e só foi regularizado e expandido nos países entre os anos de 2009 e 2015. Atualmente, o monitoramento dos mercados do setor ao redor do planeta é feito pela Bitcoin Foundation.